Notícias
Mariana – Aeronaves do Corpo de Bombeiros Militar em ação

151020151520298670

As aeronaves do Batalhão de Operações Aéreas (BOA) estão sendo operadas por bombeiros militares desde a última quinta-feira (05/11), após do rompimento de duas barragens da empresa Samarco. Vários distritos de Mariana e da região estão ilhados após serem atingidos pelos rejeitos de minério, oito pontes foram destruídas e o mar de lama, dificulta o acesso a diversas localidades. Sem o apoio de aeronaves, a operação de resgate e busca de vítimas seria impossível. Leia também, o último boletim divulgado.

O BOA, com o apoio das aeronaves da Polícia Civil e da Polícia Militar, tem sido peça chave nas operações em Mariana. Os pilotos realizam voos com diversas finalidades: deixar militares em locais distantes e que estão sem acesso via terra, levar a equipe médica nos distritos afetados, resgatar pessoas ilhadas, levar mantimentos e água, levantar a necessidade das localidades, realizar voos de monitoramento das regiões, salvamento de animais e outros.

Ontem, o Arcanjo, aeronave do BOA, com o uso do equipamento MC Guire (um guindaste que é acoplado ao helicóptero e usado para içar cargas pesadas), realizaram o salvamento de um cavalo, que estava atolado na lama.

Também, ontem, os bombeiros receberam um apoio dos militares e cães dos Corpos de Bombeiros Militares do Espírito Santo e Santa Catarina que estão auxiliando na busca das vítimas. Uma equipe de bombeiros do 2º Comando Operacional de Bombeiros (COB), do triângulo mineiro, enviou um grupo especializado em busca e resgate em estruturas colapsadas (BREC) para reforço dos trabalhos.

A orientação dos bombeiros é de que a população não se aproxime dos locais afetados pela lama, porque o terreno ainda é instável e as pessoas podem ficar atoladas e necessitarem de resgate.

 

com informações CBMMG

Comentar

* campos obrigatórios